Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lost Mind

Oi, paranoia, como vai?

Lost Mind

Oi, paranoia, como vai?


01.04.18

Desabafos de um coração silencioso...

Percebi porque não se deve dar uma oportunidade a "velhas paixões". Secretamente eu dei-lhe um segunda oportunidade. Sem me aperceber, eu dei-lhe o beneficio da dúvida. Mas desde o tempos remotos de liceu, eu sabia que havia qualquer coisa nele que não me inspirava confiança. Sabia que não eras uma boa combinação. Calma, eu também tenho a minha dose de defeitos. Mas ele à pouco tempo partiu-me o coração de uma maneira que até agora eu não consegui superar. Que me fez questionar sobre tudo. Tudo que ele disse. E isso refletiu-se ontem. O pior encontro de sempre. Eu tive a minha dose de culpa, mas ele também agiu de forma estupida para me magoar. E o que eu fiz eu? Ataquei-o também. Basicamente a nossa conversa foi frases feitas com um única intuito, magoarmos um ao outro e conseguimos. Não sei como ele foi para casa. Mas eu eu fui desampotada, desiludida. Agora sei, o que se sente quando alguém nos desiludi. O pior é que desde o inicio eu já sabia o fim desta história, apenas estava adiar. E o fim, não poderia ser mais do que um coração partido. O meu. Mas se em tempos, eu consegui esquece-lo e viver a minha vida como se ele nunca tivesse existido. Agora também vou conseguir.

p.s. foi bom voltar escrever de novo no blog :).

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blog de Histórias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.