Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost Mind

Oi, paranoia, como vai?

Lost Mind

Oi, paranoia, como vai?


07.04.18

Desabafos de um coração silencioso...

Naveguei por águas do amor e quase me afoguei. Por sorte saltei do navio antes dele naufragar e sobrevi. Por algum tempo senti sufocar. Sento-me sem ar. Senti os meus pulmões cheios de água, incapacitando-me de respirar. Senti a perder o controle mais de que uma vez. Mas escapei. Percebi que somos nos que fazemos o nosso destino. Que só nos podemos fazer com que sejamos felizes. E se algo está a perturbar-te ou algo está a fugir do teu controle, tu tens o poder de dizer CHEGA. Eu não quero um amor que me entristeza. Porque o amor não é insegurança, não stress, pressão. Amar é sentir-se nas nuvens e sorrir. E eu ainda não senti isso.


10.02.18

Desabafos de um coração silencioso...

O que é o amor?

Um valente murro no estômago.

Um balde de água fria.

Um valente mergulho em água geladas infestadas de tubarões.

Um bicho de sete cabeças, que aterroriza os sonhadores.

O bicho papão para alguns e a fada madrinha para outros.

O sorriso.

As lágrimas.

A certeza e a incerteza.

A ilusão e a realidade de uma ilusão.

Algo intangível e tangível.

Algo... simplesmente algo que te fode a cabeça e para/acelera o teu pobre coração!

 

 


18.05.17

Happy Pills

Como acontece sempre, a moir parte das músicas que eu oiço encontreias por acaso no youtube. E, esta não é exceção. Logo que comecei a ouvir esta música, fez-me lembrar aquele meu amigo que recentemente teve uns problemas no relacionamento dele, porque do nada a namorada deixou de falar com ele. Eu falei dele aqui num post que fiz há uns dias. E achei que esta música tinha tudo a ver com ele. Estejam atentas a letra :)


27.04.17

Desabafos de um coração silencioso...

Talvez deveria deixar ir. Deixar ir este sentimento que me prende a ti. Talvez não faz sentido amar uma pessoa  que não sabe o que sentes. Acredita. Fazer isso. Deixar ir. Custa. Mas eu tentei não o fazer. Até procurei pelos sinais. Sinais. é estúpido quando as pessoas dizem: "para saberes se ele gosta de ti, procura pelos sinais." Mas quais sinais? Que sinais são esses? Serei eu muita lerda para os conseguir ver? Talvez eu os veja. Esses tais sinais, mas no final do dia eu acabo por confundilos e interpreta-los mal. Se calhar é o que está acontecer contigo neste momento. Estás a tentar interpretar os meus sinais e se calhar também estás a interpreta-los mal ou a confundilos como eu estou a fazer. Mesmo que me custe admitir, às vezes gosto de pensar nisso. Gosto de pensar que também estejas secretamente apaixonado por mim. Mas qual é a probabilidade de isso acontecer? Se não gostas-te de mim anteriormente, por que motivo gostas de mim agora? Se calhar algo mudou. Seria uma boa história para um filme clichê sobre paixões adolescentes. Já estou a imaginar. PASSADO: RAPARIGA GOSTAVA DE RAPAZ, MAS RAPAZ NÃO GOSTAVA DE RAPARIGA. PRESENTE: RAPARIGA PENSAVA QUE JÁ NÃO GOSTAVA MAIS DO RAPAZ, MAS AO VÊ-LO A BEIJAR OUTRA RAPARIGA, DESCOBRIU QUE AFINAL AINDA GOSTA DELE E TENTA LIDAR COM ISSO, ENQUANTO O RAPAZ ARREPENDEU-SE DE BEIJAR AQUELA RAPARIGA Á FRENTE DELA, PORQUE NAQUELES DIAS QUE VIAJARM JUNTOS ALGO MUDOU E AGORA ELE ESTÁ SECRETAMENTE APAIXONADO POR ELA, MAS TEM MEDO DE DIZER OU FAZER ALGUMA COISA, PORQUE TEM MEDO NÃO SER CORRESPONDIDO E DE PERDER A AMIZADE DELA. Depois como terminava, não sei. hahah TALVEZ NENHUM DELES FALARIA NADA E SEGUIAM AS SUAS VIDAS SEM SABAREM A VERDADE. O que dizem? Um final original, não? Porque a verdade é só uma: o amor nem sempre prevalesse no final.

Acham que dava um bom filme? Se quiserem podem ficar com a ideia :). Eu não me importo.

Talvez ganharia a categoria drama/comédia nos prémios MTV Choises Award. Mas, agora voltando ao tópico do post. Eu sei que isto não é um filme e a verdade é que eu em segredo desejo que aquilo que eu sinto se vá embora...desapareça...mas de veze!

 

p.s. eu sei que o título é um pouco piegas. xd. Mas foi o que me apareceu na cabeça quando terminei de escrever o post. Eu sei, que é mais um post lamechas sobre aquela pessoa. E devem estar a perguntar: Não tens mais nada para fazer? Sinceramente não. E quando tu não tens nada para fazer, chega um momento que começas a ficar paranoica e a pensar em coisas que não deves. Bjs e obrigada se lerem o post. Não o procisam de o fazer. Porque foi mais uma forma de libertar as últimas frustrações da semanana. 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Blog de Histórias

Caindo das estrelas

"Caindo das Estrelas" é o meu primeiro livro. Quem estiver interessado e quiser ler passe no site artelogy.com Obrigada

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.